Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Especialista comenta suposto ataque de Israel contra Síria

Recentemente foram publicados vídeos de mísseis supostamente lançados pela Força Aérea de Israel tendo como alvo a província síria de Hama.


Sputnik

O especialista Vladimir Fitin, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, comentou o ocorrido

Militar do exército sírio na província de Hama, Síria (foto de arquivo)
Militar sírio em Hama, Síria © Sputnik / Khaled Alkhateb

"Não há nada de novo, é a habitual política de Israel em relação à situação na Síria. Israel continua exigindo categoricamente a ausência [na Síria] de quaisquer militares e qualquer infraestrutura militar do Irã. Portanto, em meu entendimento, se as Forças Armadas israelenses descobrem essas infraestruturas, realizam algumas ações militares para destruí-las", explicou.

Fitin acrescentou que as Forças Armadas israelenses declararam muitas vezes que não permitirão a implantação de instalações militares iranianas, que alegadamente podem estar ameaçando Israel no território da Síria.

"Na maioria das vezes, os militares israelenses não confirmam que foram eles que atacaram alvos na Síria, mas está claro que não há outra possibilidade", concluiu Fitin.

Anteriormente, Israel atingiu repetidamente alvos na Síria. Os dois países estão formalmente em guerra desde 1973, mas os confrontos eram extremamente raros antes do início da guerra civil na Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas