Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Especialista comenta suposto ataque de Israel contra Síria

Recentemente foram publicados vídeos de mísseis supostamente lançados pela Força Aérea de Israel tendo como alvo a província síria de Hama.


Sputnik

O especialista Vladimir Fitin, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, comentou o ocorrido

Militar do exército sírio na província de Hama, Síria (foto de arquivo)
Militar sírio em Hama, Síria © Sputnik / Khaled Alkhateb

"Não há nada de novo, é a habitual política de Israel em relação à situação na Síria. Israel continua exigindo categoricamente a ausência [na Síria] de quaisquer militares e qualquer infraestrutura militar do Irã. Portanto, em meu entendimento, se as Forças Armadas israelenses descobrem essas infraestruturas, realizam algumas ações militares para destruí-las", explicou.

Fitin acrescentou que as Forças Armadas israelenses declararam muitas vezes que não permitirão a implantação de instalações militares iranianas, que alegadamente podem estar ameaçando Israel no território da Síria.

"Na maioria das vezes, os militares israelenses não confirmam que foram eles que atacaram alvos na Síria, mas está claro que não há outra possibilidade", concluiu Fitin.

Anteriormente, Israel atingiu repetidamente alvos na Síria. Os dois países estão formalmente em guerra desde 1973, mas os confrontos eram extremamente raros antes do início da guerra civil na Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas