Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

'Fantasias de diletantes': Defesa russa refuta versão da derrubada do Il-20

O Ministério da Defesa da Rússia refutou a versão segundo a qual o avião Il-20 foi derrubado na Síria devido a falha do sistema de identificação "amigo-inimigo" (IFF, na sigla em inglês), afirmou nesta quinta-feira (20) o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov.


Sputnik

A bateria de defesa antiaérea síria S-200 que derrubou erradamente o Il-20 não tinha o sistema russo de identificação "amigo-inimigo", pois este não pode ser transferido a outros países, explicou o porta-voz.

Avião russo Il-20 (foto de arquivo)
Ilyushin Il-20 © Sputnik / Aleksandr Tarasenkov

"Todas as versões dos chamados especialistas quanto às razões da queda do Il-20 devido à suposta falha do sistema IFF são apenas fantasias de diletantes", comentou o porta-voz da entidade.

Segundo Konashenkov, o sistema de identificação "amigo-inimigo" é rigorosamente individual para cada país e nunca é instalado nas versões de exportação de armamentos russos, a mesma regra é aplicada aos sistemas de defesa aérea russos exportados para a Síria.

"O sistema estatal de identificação "amigo-inimigo" utilizado na Rússia conecta apenas aeronaves e sistemas de defesa aérea pertencentes ao país", disse o militar sublinhando que nunca houve casos de transferências deste sistema para outros países.

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno à base aérea de Hmeymim, no espaço aéreo do Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, de acordo com o ministério.

A defesa russa sublinhou que, quase ao mesmo tempo, quatro caças F-16 de Israel atacaram instalações sírias em Latakia. Segundo a entidade, os pilotos israelenses usaram o avião militar Il-20 russo como um escudo contra os sistemas de defesa antiaérea sírios. O avião russo foi abatido por um míssil S-200 sírio, a queda resultou na morte de 15 militares russos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas