Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

Manobras militares na Rússia são potente sinal a todo mundo, diz imprensa alemã

A Rússia demonstra seu poderio militar ao realizar toda uma série de manobras, entre as quais os exercícios militares Vostok 2018 em conjunto com a China, escreveu a edição Handelsblatt.


Sputnik

De acordo com a edição, a julgar por sua escala, estas manobras são comparáveis às maiores operações da Segunda Guerra Mundial.

Trens com militares e equipamento bélico da China chegam para participar das manobras Vostok 2018
Trem com militares e equipamentos chineses chegando para os exercícios Vostok 2018 © Sputnik / Yevgeny Epanchintsev

Além disso, segundo a mídia, que cita opiniões de vários especialistas, com estas manobras a Rússia envia ao mundo um potente sinal, tornando realidade os medos de Washington quanto a uma estreita colaboração militar entre Moscou e Pequim.

Segundo frisou o Handelsblatt, ao mesmo tempo, nesta região está agendada a realização do quarto Fórum Econômico do Oriente, o que também prova as ótimas relações entre Moscou e Pequim no campo econômico.

A revista supõe que a Rússia prova assim mais uma vez ao mundo que não está isolada e possui como aliado um dos países mais fortes do mundo.

As manobras Vostok 2018 (Leste 2018) serão realizadas entre agosto e setembro na região da Sibéria e Extremo Oriente. Serão os maiores exercícios militares realizados pelas Forças Armadas da Rússia desde 1981.

Os exercícios contarão, em uma de suas etapas, com a participação das Forças Armadas da China e da Mongólia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas