Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Manobras militares na Rússia são potente sinal a todo mundo, diz imprensa alemã

A Rússia demonstra seu poderio militar ao realizar toda uma série de manobras, entre as quais os exercícios militares Vostok 2018 em conjunto com a China, escreveu a edição Handelsblatt.


Sputnik

De acordo com a edição, a julgar por sua escala, estas manobras são comparáveis às maiores operações da Segunda Guerra Mundial.

Trens com militares e equipamento bélico da China chegam para participar das manobras Vostok 2018
Trem com militares e equipamentos chineses chegando para os exercícios Vostok 2018 © Sputnik / Yevgeny Epanchintsev

Além disso, segundo a mídia, que cita opiniões de vários especialistas, com estas manobras a Rússia envia ao mundo um potente sinal, tornando realidade os medos de Washington quanto a uma estreita colaboração militar entre Moscou e Pequim.

Segundo frisou o Handelsblatt, ao mesmo tempo, nesta região está agendada a realização do quarto Fórum Econômico do Oriente, o que também prova as ótimas relações entre Moscou e Pequim no campo econômico.

A revista supõe que a Rússia prova assim mais uma vez ao mundo que não está isolada e possui como aliado um dos países mais fortes do mundo.

As manobras Vostok 2018 (Leste 2018) serão realizadas entre agosto e setembro na região da Sibéria e Extremo Oriente. Serão os maiores exercícios militares realizados pelas Forças Armadas da Rússia desde 1981.

Os exercícios contarão, em uma de suas etapas, com a participação das Forças Armadas da China e da Mongólia.

Comentários

Postagens mais visitadas