Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

ONU: Daesh criou sistema eficiente para compra de material explosivo

O grupo terrorista Daesh conseguiu criar um sistema eficiente para aquisição de substâncias químicas, declarou nesta terça-feira a representante do departamento de prevenção ao terrorismo no Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNDOC), Olga Lanchenko.


Sputnik

A agência da ONU é especializada em combate ao tráfico de drogas, armas, crime organizado, tráfico humano e terrorismo internacional.

Armamentos e munições achadas em Mossul pelas forças antiterroristas do Iraque
Armamentos e munições dos terroristas encontradas em Mossul, Iraque © Sputnik /

"A escala do uso de explosivos de fabricação própria está aumentando. Sabemos que Daesh criou um sistema eficiente de aquisição de substâncias químicas e de outros componentes de explosivos. [O grupo] está produzindo explosivos em escalas sem precedentes", declarou Lanchenko, ao discursar durante a conferência internacional dedicada ao combate ao tráfico de armas e suas conexões com o terrorismo e crime realizada em Moscou.

"Existem pesquisas que demonstram o envolvimento de 50 empresas de 20 países em fornecimento de componentes de explosivos de fabricação própria ao Daesh", acrescentou a especialista da ONU.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas