Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Gorbachov chama EUA para retomar diálogo com a Rússia sobre armas nucleares

O último presidente da União Soviética, Mikhail Gorbachov, pediu que os Estados Unidos retomem um "diálogo sério" com a Rússia sobre o problema das armas nucleares e alertou contra as "perigosas tendências destrutivas" na política mundial, em artigo publicado nesta quarta-feira no jornal "Vedomosti".
EFE

Moscou - Após constatar uma ruptura da comunicação entre Moscou e Washington, o ex-líder soviético se dirigiu em particular aos congressistas americanos para pedir que deixem de lado suas diferenças partidárias para facilitar um "diálogo sério" entre ambos os países.


"Estou convencido de que a Rússia está preparada (para o diálogo)", ressaltou Gorbachov, que manifestou preocupação com a suspensão, primeiro pelos EUA e depois pela Rússia, do Tratado de Eliminação dos Mísseis de Médio e Curto Alcance (INF), que ele assinou em 1987 com o então presidente americano, Ronald Reagan.

Gorbachov apontou que por trás da decisão de Washington de deix…

Por que novo caça ligeiro do Irã pode ser revolucionário para suas Forças Armadas?

O novo modelo do caça iraniano Kowsar, que possui um design parecido com o do caça norte-americano F-5E, pode se converter em um avião revolucionário para as Forças Armadas do Irã, segundo o portal Military Watch.


Sputnik

De acordo com o portal, a aeronave, cuja produção não requer muitos investimentos, pode integrar distintas tecnologias como a visualização frontal (Head Up Display), redes digitais de dados militares, monitores polivalentes, computadores de cálculo balístico, sistemas de mapeamento inteligentes, novos radares e sistemas aviônicos. 

Modelo do novo caça iraniano Kowsar
Maquete do Kowsar © Sputnik / Evgeniy Odinokov

Apesar de possuir tecnologias tão sofisticadas, a possibilidade de que o novo caça passe a integrar a Força Aérea do país persa dependerá de sua capacidade de carregar diferentes tipos de munições, algo que seu antecessor, o avião Saeqeh, carecia.

"Há uma razão para acreditar que o Kowsar será um caça revolucionário para as Forças Armadas do Irã", escreveu a edição.

De acordo com o Military Watch, desde que o Saeqeh entrou em serviço em 2007, o Irã conseguiu avançar consideravelmente no que diz respeito à aviônica, radares e tecnologias de mísseis.

O avanço mais notável foram os testes e a fabricação em série do míssil de classe ar-ar Fakour-90. A arma foi construída com base no míssil norte-americano de longo alcance AIM-54 Phoenix, uma das armas mais potentes da Força Aérea do Irã. O míssil AIM-54 Phoenix era utilizado exclusivamente pelos caças F-14 Tomcat da Marinha norte-americana e a Força Aérea do Irã.

Segundo o Military Watch, o Fakour-90 possui um alcance estimado entre 250 e 300 km. Seu surgimento marca um ponto de virada para a aviação militar iraniana, dado que permite ao país persa contra-atacar os aviões do adversário a grandes distâncias.

"Enquanto o Kowsar iraniano não pode carregar seis mísseis pesados como o caça F-14 Tomcat, o disparo de apenas dois mísseis Fakour-90, junto com o uso de distintos projéteis construídos e baseados no míssil AIM-9 Sidewinder, pode ser revolucionário para a Força Aérea do Irã, dado que lhe permitirá se transformar em uma força poderosa que pode usar no campo de combate mísseis 'além do alcance visual'", ressaltou o portal.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas