Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

'Presença russa na Síria é um desafio', diz chefe da inteligência aérea de Israel

O chefe da inteligência aérea israelense concedeu uma entrevista dias antes da derrubada do avião russo Il-20, em que comentou os desafios da presença russa na Síria.


Sputnik

As autoridades israelenses ordenaram que o chefe da Força Aérea continuasse o diálogo com os militares russos após a derrubada do caça russo Il-20 na Síria. A Defesa de Israel continua a atribuir a responsabilidade à Síria.

Resultado de imagem para Uri Oron
Uri Oron | Reprodução

O chefe da Inteligência Aérea israelense, Uri Oron, concedeu uma entrevista à agência Haaretz alguns dias antes da derrubada da aeronave. O alto funcionário admitiu que a presença russa na Síria desafiava Israel, mas não prejudicava suas atividades.

"A presença russa restringe a atividade da Força Aérea de Israel? Ela nos desafia: Temos que ser muito precisos. No entanto, isso não significa que as aeronaves apenas possam voar sobre Israel", disse ele.

O militar também reconheceu que a presença russa na Síria é um dos fatores cruciais que determina a situação na região. Oron acrescentou que, antes da intervenção russa, todos tinham certeza de que o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em uma série de países) se espalharia por todo o país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas