Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Rússia identifica lugar da queda do avião Il-20 na Síria

O Ministério da Defesa russo identificou o lugar da queda do avião militar russo Il-20, 27 quilômetros a oeste do povoado de Baniyas, na província de Latakia.


Sputnik

Segundo a entidade militar, restos dos militares e destroços da aeronave foram retirados do mar e levados a bordo de navios russos deslocados na zona da Síria.

Resultado de imagem para Seliger ship
RFS Seliger | Reprodução

"No momento, identificamos o lugar da queda do avião, 27 quilômetros a oeste do povoado de Baniyas", diz o comunicado do ministério.

Da operação de busca do Il-20 que caiu no mar perto da costa de Latakia participam oito navios, lanchas e embarcações de apoio da Marinha russa. À zona está chegando também a embarcação Seliger, dotada de batiscafos capazes de operar a grande profundidade.

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, no espaço aéreo do Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, de acordo com o ministério.

A defesa russa sublinhou que, quase ao mesmo tempo, quatro caças F-15 atacaram instalações sírias em Latakia. Segundo a entidade, para evitar a resposta síria, os pilotos israelenses puseram o Il-20 debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea. O avião russo foi abatido por um míssil S-200 sírio, a queda resultou na morte de 15 militares russos.

Para o ministério, os aviões israelenses provocaram propositadamente uma situação ameaçadora na zona de Latakia, pois seus radares não poderiam deixar de ver o avião russo, visto que este estava aterrissando. Além disso, Israel não avisou a parte russa da operação planejada na área de Latakia.

A Defesa russa qualificou as ações de Israel como hostis e afirmou se reservar o direito de tomar medidas de resposta.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas