Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Rússia revela ter ainda mais evidências sobre o incidente do Il-20, diz governo russo

O Ministério da Defesa da Rússia tem mais evidências para dar suporte aos materiais apresentados no domingo (23) em um comunicado sobre a derrubada do jato militar Il-20 russo na Síria, disse porta-voz do ministério, Maj. Igor Konashenkov disse.


Sputnik

"Gostaria de abordar aqueles que tentariam falsear ou refutar as informações apresentadas. O Ministério da Defesa da Rússia também tem outros dados convincentes sobre a tragédia de 17 de setembro, que provam os materiais apresentados no comunicado", destacou Konashenkov, sem detalhar o tipo de evidência em posse do Ministério.

Resultado de imagem para Igor Konashenkov
Igor Konashenkov | Reprodução

O porta-voz do Ministério da Defesa russo ainda acrescentou que o lado russo também usou os materiais fornecidos pelo lado israelense na preparação dos dados do comunicado.

"A cronologia por minuto da catástrofe do Il-20 e as ações da aviação israelense em 17 de setembro apresentadas no comunicado são baseadas nos dados do controle objetivo do espaço aéreo de vários radares na Síria", afirmou Konashenkov.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas