Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Trump revela 'pior erro' em toda a história dos EUA

Para o presidente norte-americano Donald Trump, o deslocamento de tropas americanas ao Oriente Médio representa o pior erro dos EUA.


Sputnik

"O pior erro já cometido em toda a história do nosso país: termos ido ao Oriente Médio pelo presidente Bush", afirmou Trump em entrevista ao The Hill. Ademais, na opinião dele, o então presidente Barack Obama também teria cometido um erro ao retirar os soldados da área, mas nada se compara ao erro cometido por Bush.

Militares americanos no Iraque, foto de arquivo
Militares dos EUA no Iraque © AP Photo / Jim MacMillan

Entretanto, o mandatório norte-americano lembrou que os EUA sofreram perdas numerosas de pessoal e gastaram US$ 7 trilhões na operação militar no Oriente Médio.

"Para mim, trata-se do pior erro já cometido em toda a história do nosso país. Dá para entender uma guerra civil. Guerra civil é uma guerra civil. É diferente. Para nós, a ida para o Oriente Médio foi simplesmente um dia ruim para nosso país, eu vou te dizer", destacou.

De acordo com dados da Universidade Brown, até setembro de 2017, os EUA gastaram US$ 5,6 trilhões em duas guerras e também em ações de combates no Paquistão e na Síria. Além do mais, essa soma inclui despesas em segurança nacional e assistência médica aos veteranos da guerra.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas