Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Turquia inicia construção de local para instalar S-400 russos

Turquia trabalha na construção de local para instalar o sistema de mísseis russo.


Sputnik

Um relatório, publicado no mês passado, incluía imagens de satélite, onde se mostravam uma plataforma de concreto para lançamentos e bunkers que, segundo uma fonte anônima informou para o canal CNBC, serviriam para instalar os S-400 russos.

Sistema de mísseis S-400
S-400 Triumph © Sputnik / Vitaly Ankov

Em dezembro de 2017, a Turquia e a Rússia assinaram um acordo de aquisição de sistemas S-400, que serão utilizados para garantir a segurança do país turco, além de um acordo de cooperação tecnológica para o desenvolvimento da produção de S-400 na Turquia, agindo contra a vontade dos EUA e dos aliados da OTAN. Estes criticaram imediatamente o país por ter efetuado o acordo com a Rússia.

Anteriormente foi divulgado que o Congresso dos EUA tinha a intenção de suspender o fornecimento de aviões F-35 à Turquia por causa dos planos de Ancara de comprar os sistemas antiaéreos russos. Os senadores inscreveram uma emenda no orçamento de Defesa, segundo a qual o secretário de Defesa devia elaborar um relatório com a avaliação das potenciais "alterações significativas" no fornecimento de aviões à Turquia. Foi proposto suspender completamente os fornecimentos até à elaboração do relatório.

Vale ressaltar que o sistema S-400 russo é equipado com 8 lançadores e 32 mísseis, sendo capaz de atingir alvos como o caça F-35, além de mísseis de cruzeiro, mísseis balísticos, inclusive de médio alcance, assim como alvos terrestres, tendo um alcance de até 400 quilômetros e podendo atingir alvos a uma altura de até 30 quilômetros.

Comentários

Postagens mais visitadas