Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Acidente com Admiral Kuznetsov não atrasará entrega do porta-aviões à Marinha da Rússia

Na madrugada de 30 de outubro, o porta-aviões russo Admiral Kuznetsov sofreu danos durante reparo, mas o acidente não deve atrasar entrega da embarcação à Marinha da Rússia, prevista para 2021, segundo um representante oficial da Corporação Unida de Construção Naval.


Sputnik

Na madrugada desta terça-feira (30), um guindaste da doca flutuante PD-50 caiu, danificando somente a parte que estava sendo reparada do convés do porta-aviões Admiral Kuznetsov.


Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov durante uma missão
Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov © REUTERS / Norwegian Royal Airforce/NTB Scanpix

O acidente aconteceu devido a uma falha de transmissão de eletricidade, que ocasionou no acúmulo de água nas cisternas da doca flutuante PD-50, fazendo com que a doca fosse afundada instantaneamente. Duas pessoas estão internadas no hospital, duas foram atendidas por médicos ambulatoriais e uma pessoa está desaparecida.

De acordo com o chefe da assessoria de imprensa da companhia responsável pelo reparo, Yevgeny Gladyshev, o local do convés onde caiu o guindaste "estava aberto, por isso equipamentos receberam grande parte dos danos, ao invés do próprio convés".

Após o acidente, o porta-aviões foi entregue à 35ª Fábrica de Reparação Naval da região russa de Murmansk.

O acidente não interferirá nos prazos de entrega da embarcação pesada, comunicou o representante da empresa responsável pelo reparo.

"Os prazos de entrega da embarcação ao cliente, ou seja, ao Ministério da Defesa, continuam sendo os mesmos — 2021", declarou o representante oficial da Corporação Unida de Construção Naval, Ilia Zhitomirsky, acrescentando que o navio passou por reparo planejado na doca, e os reparos que precisam ainda ser feitos serão realizados no cais permanente da 35ª Fábrica de Reparação Naval de Murmansk.

O Admiral Kuznetsov é um porta-aviões pesado que serve como navio-almirante da Marinha da Rússia. O navio foi construído inicialmente para a Marinha soviética, em 1991. Após a renovação, ele pode permanecer em serviço ainda durante mais 20 anos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas