Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Análise: futuro helicóptero russo usa tecnologia mais promissora do mundo

Na web surgiram as primeiras imagens do futuro helicóptero russo. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o analista na área de aviação Dmitry Drozdenko comentou as fotos, bem como contou sobre a tecnologia única aplicada na fabricação do veículo.


Sputnik

Anteriormente, o portal Defence Blog divulgou as imagens do futuro helicóptero militar russo. Como se pode ver nas fotos, o escritório de construção Kamov é o responsável pela elaboração da máquina de combate. O nome do modelo ainda é desconhecido.


Vazam, acidentalmente, imagem de futuro helicóptero russo de alta velocidade | Defence Blog

O portal apontou que os projetistas estão aperfeiçoando as caraterísticas de velocidade e aerodinâmicas do helicóptero. O Defence Blog alegou que o modelo estaria dotado de meios de supressão por infravermelhos e seria capaz de se mover a uma velocidade de até 700 km/h.

Em fevereiro de 2018, o vice-premiê Yuri Borisov, que naquele momento ocupava o cargo do vice-ministro da Defesa, afirmou que os militares russos estavam planejando adotar em serviço um helicóptero com grande velocidade que poderia atingir uma velocidade de 400 km/h.

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em aviação Dmitry Drozdenko comentou as imagens do promissor helicóptero russo.

"Trata-se de um modelo perspectivo de fabricação da Kamov que utiliza a tecnologia de 'pá avançante'. Isso está relacionado às particularidades e à aerodinâmica da hélice principal e às superfícies de fluxo", explicou.

"Quanto à utilização de tecnologias de voo a alta velocidade, nós somos capazes de fazê-lo. A tecnologia de ‘pá avançante’ emprega mecanismos especiais operados por computadores, e cada uma das pás atua de forma diferente durante os vários regimes de voo. Ou seja, trata-se de uma hélice de sustentação com controle eletrodinâmico remoto e não mecânico, o que aumenta o potencial de voo. A velocidade horizontal do voo é assegurada pela hélice de tração, instalada na parte da cauda da aeronave, que faz o helicóptero atingir velocidades bastante altas. A meu ver, este princípio de 'pás avançantes' é o mais promissor de todos no mundo", assinalou o especialista.

De acordo com ele, a principal meta dos fabricantes do helicóptero é obter uma alta velocidade de voo.

"A velocidade de um helicóptero de combate é o tempo que ele precisa para poder apoiar, por exemplo, um nosso grupo de desembarque que tenha ficado cercado; que ele pode utilizar para efetuar um ataque; é o tempo em que ele fica debaixo de fogo ao atravessar um território perigoso. Ou seja, a velocidade para um helicóptero de combate é uma coisa muito importante", assinalou Dmitry Drozdenko.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas