Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Argélia recebe submarino russo de terceira geração

Apelidado de “Buraco negro” pela Otan, modelo é um dos dois encomendados pelo país norte-africano.


Igor Rozin | Russia Beyond

Acompanhado pelo rebocador El-Mousif 702, um novo submarino deixou o estaleiro de Almirantado, em São Petersburgo, rumo a Argélia, informou o jornal “Rossiyskaya Gazeta”.


Resultado de imagem para Varshavianka
Submarino russo Classe Varshavianka | Reprodução

A construção do submarino diesel-elétrico Varshavianka 636.1 começou em 2015, e o veículo foi lançado em 14 de março de 2017. Nesse mesmo ano, deveria ter ido para a Argélia, mas houve um atraso de um ano na entrega, de acordo com o jornal bmpd.

Segundo as informações disponíveis, trata-se do primeiro dos dois submarinos solicitados pela Argélia sob o contrato assinado em 2014 e do terceiro do projeto 636.1 para o país norte-africano.

Os submarinos do projeto 636 Varshavianka são de terceira geração. Eles têm 73,8 metros de comprimento de 9,9 metros de largura. O deslocamento é de 3.120 toneladas. Esse submarino pode atingir velocidade de até 20 nós, com tripulação de 52 pessoas e autonomia por 45 dias.

A Otan decidiu batizá-lo de “buraco negro”, destaca o jornal.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas