Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Autoridades iranianas e alemãs enfatizam a execução do JCPOA

Autoridades iranianas e alemãs na quarta-feira sublinharam a implementação do Plano Integral de Ação Conjunta (JCPOA).


Pars Today

O vice-ministro das Relações Exteriores do Irã para Assuntos Políticos, Seyyed Abbas Araqchi, e o secretário estadual do Ministério das Relações Exteriores, Linder Tese, exploraram as vias para impedir o efeito das sanções ilegais dos Estados Unidos.

Autoridades iranianas e alemãs enfatizam a execução do JCPOA
Bandeiras do Irã e da Alemanha

Araqchi e Linder Tese salientaram a execução imediata do pacote de propostas da Europa, em particular os canais financeiros após a retirada dos EUA do acordo nuclear e a reimposição de suas sanções.

Os dois lados também concordaram em desenvolver sua cooperação bilateral.

Durante a reunião, Araqchi expressou forte protesto do Irã ao governo alemão pela extradição do diplomata iraniano Assadollah Assadi para a Bélgica.

Ele ressaltou que o Irã iria perseguir o caso através de canais diplomáticos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas