Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Blindagem de grafeno no helicóptero de ataque chinês Z-10

O helicóptero de ataque chinês CAIC Z-10 agora está equipado com uma blindagem extra envolvendo grafeno, um material que é forte e leve, disse um especialista militar chinês no dia 10 de outubro, depois que a emissora estatal chinesa apresentou o helicóptero.


Poder Aéreo

O vídeo divulgado pela Televisão Central da China na semana passada mostrou o Z-10 em um campo de pouso. Módulos adicionais de blindagem podiam ser vistos na lateral do helicóptero perto do cockpit.

Z-10ME
CAIC Z-10ME

Helicópteros chineses, incluindo o Z-10, não têm blindagens extras porque seus motores só poderiam levantar um certo peso, disse Wei Dongxu, analista militar de Pequim, ao Global Times na quarta-feira, observando que a escolha foi feita para que o Z-10 possa transportar uma carga útil suficiente.

A blindagem extra mostrada na transmissão é provavelmente feita de grafeno, que é forte e leve, e resolveria o problema de peso, disse Wei.

Pesquisadores chineses do Instituto de Materiais Aeronáuticos de Pequim desenvolveram materiais de grafeno que podem ser usados ​​para a fabricação de blindagens e coletes à prova de bala, relatou o chinanews.com em 2016.



Ele disse que o grafeno é cerca de 200 vezes mais forte que o aço, pode esticar 20% a mais e pesa apenas 0,77 grama por metro quadrado.

Helicópteros de ataque como o Z-10 geralmente voam baixo para atacar alvos terrestres, tornando-os vulneráveis ​​a fogo antiaéreo, disse Wei.

A blindagem extra pode efetivamente proteger peças-chave do helicóptero, como o cockpit e o tanque de combustível, de serem diretamente atingidas, aumentando assim a chance de sobrevivência da aeronave, disse ele.



Wei disse que espera que a blindagem baseada em grafeno seja produzida em massa e também usada em outras aeronaves, notando sua alta eficiência e baixo custo.

O Z-10ME, uma versão modificada para exportação do Z-10, está pronto para negócios, disseram analistas militares chineses.

FONTE: Global Times

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas