Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Caças japoneses levantam voo para escoltar aviões antissubmarino russos

Caças japoneses levantaram voo na quinta-feira (18) após alerta para escoltar aviões antissubmarino russos Il-38 que haviam se aproximado da fronteira do Japão, informou o Estado-Maior Conjunto das Forças de Autodefesa do país.


Sputnik

Segundo o comunicado, os aviões russos sobrevoaram a costa ocidental do Japão sem violar espaço aéreo.


Avião Il-38 da esquadra russa do Pacífico
Ilyushin Il-38 © Sputnik / Vitaly Ankov

Esta não foi a primeira vez que o Japão escoltou aviões russos. Em 19 de setembro, Tóquio afirmou ter ocorrido um caso semelhante com caças Su-27 e Su-24 e com mais um avião não identificado "supostamente russo". No início de setembro, o Estado-Maior Conjunto relatou a aproximação entre quatro caças nipônicos, dois Tu-142 e um Su-24 russos.

Anteriormente, Moscou avisou Tóquio sobre manobras de lançamentos de mísseis na área da ilha Iturup, arquipélago das ilhas Curilas, no fim de outubro. Devido a isso, o Japão apresentou um protesto por duas vezes.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas