Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Causando indignação no povo, equipamento da OTAN passa livremente por países europeus (VIDEO)

Tropas estadunidenses passam livremente por estradas da Europa Oriental e provocam indignação na população local, enquanto governos não fazem nada para melhorar a situação. Nessa conexão, o especialista militar supõe que chegou o tempo do "Schengen militar".


Sputnik

Alguns moradores locais compartilharam com a Sputnik vídeos do transporte de equipamento técnico-militar estrangeiro (estadunidense) pelas estradas tchecas e eslovacas. Um dos vídeos foi gravado em 6 de outubro em Bratislava, no bairro Patrónka, enquanto outro — em 7 de outubro, na República Tcheca, perto da cidade Stara Boleslav.


Material bélico dos EUA na Europa
Tropas dos EUA na Europa © AFP 2018 / Czarek Sokolowski

O especialista militar Ivan Kratochvil falou com a Sputnik República Tcheca sobre o armamento alheio passando pelos países:

"Tudo indica que na Europa Oriental já se formou uma zona de 'Schengen militar', cuja ideia foi proposta pelo ex-comandante das tropas terrestres dos EUA na Europa, tenente-general Frederick Benjamin Hodges."

De acordo com ele, as tropas aliadas e o material bélico devem ser capazes de se deslocar pelo território do continente "tão rapidamente como os migrantes".

"O jogo da democracia chegou ao fim. Movimentos de tropas estrangeiras não precisam ser aprovados pelo parlamento. O que acontece como resultado de qualquer experiência histórica multissecular com a presença de tropas estrangeiras em nosso território e que é aceito de modo negativo [pelo povo] não preocupa os que estão no poder", afirmou o especialista.

"Assim, o Exército dos EUA passa pelo nosso território, [enquanto] a mídia tcheca o ignora completamente. Seus deslocamentos provoca engarrafamento, pois a polícia militar, tanto tcheca como eslovaca, escolta o cortejo para que ninguém o ultrapasse ou fotografe, pois oficialmente não estão aqui", revelou.

Ao mesmo tempo, uma testemunha também comentou o assunto para a Sputnik:

"Eu estava ouvindo a rádio Zelená vlna. O locutor noticiou engarrafamento na estrada, mas deu como justificativa trabalho nas vias, ao invés da movimentação de tropas."

Vale destacar que segundo o inquérito do Sanep, realizado em março de 2015, dois terços (64%) da população da República Tcheca não aceitam a presença militar dos EUA em seu território.

Apesar de toda a situação, os governos de ambos os países não dão nenhum passo para resolver a situação.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas