Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA: sanções contra Venezuela servem como 'alerta para atores externos, incluindo Rússia'

Na última terça-feira (17), o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou a Rússia e a Venezuela pela crise de refugiados observada no país latino-americano.
Sputnik

O conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, anunciou nesta quarta-feira (17) que os EUA estão impondo uma nova rodada de sanções contra a Venezuela, acrescentando o banco central do país à lista de restrições. 

Segundo o conselheiro de Segurança Nacional, as sanções recém-aplicadas deveriam se tornar um alerta para "todos os atores externos, inclusive a Rússia".

Desde o início da crise política na Venezuela no início deste ano, os EUA impuseram várias rodadas de sanções, visando os setores petrolífero e bancário do país, bem como indivíduos ligados às autoridades do país.

A Venezuela está sofrendo grave crise política desde janeiro. Junto com outros países ocidentais, os EUA apoiam Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela. Ao mesmo tempo, Rússia, China e Turquia, entre outros…

China 'libertará' em breve seu bombardeiro estratégico supersecreto, diz mídia

A mídia chinesa informou que o bombardeiro estratégico de nova geração e de produção nacional H-20, após uma década de desenvolvimento, poderá fazer em breve seu primeiro voo.


Sputnik

Em agosto, a Televisão Central da China revelou em um documentário, por ocasião do 91º aniversário do Exército chinês, que o primeiro bombardeiro H-20 poderia começar a voar antes do prazo estimado, segundo o site de notícias Asia Times.

14606002
Bombardeiro chinês Hong-20 | CCTV

Mais cedo neste mês, a emissora estatal confirmou que o bombardeiro deverá fazer seu voo de ensaio em breve.

O design do H-20 chinês foi inspirado no bombardeiro furtivo norte-americano Northrop Grumman B-2 Spirit, sendo destinado a substituir os aviões da série H-6 ainda em serviço. O atual bombardeiro de longo alcance H-6K da Força Aérea da China é um avião modernizado e renovado da série H-6, baseada no bombardeiro soviético Tu-16.

As especificações do H-20 compreendem um alcance de 8.000 quilômetros sem reabastecimento e um compartimento de armas capaz de transportar mais de 10 toneladas de munições, incluindo armas termonucleares.

Posteriormente, o alcance do avião deverá ser aumentado para 12.000 quilômetros com capacidade de carregar até 20 toneladas de carga, disse em abril o analista Fu Qianshao ao The Global Times.

Em novembro passado, o Asia Times relatou que Pequim pretende que seu H-20 seja capaz de alcançar a costa ocidental dos EUA, permitindo lançar mísseis em alvos norte-americanos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas