Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Defesa russa: atividades da OTAN perto da Rússia atingem nível sem precedentes

Atividades militares da OTAN perto das fronteiras russas atingiram um nível sem precedentes desde a época da Guerra Fria, afirmou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.


Sputnik

Falando em uma reunião militar na Bielorrússia, o ministro disse que a Aliança usa o mito sobre a "ameaça russa" para aumentar suas atividades perto da fronteira do país.


Navio de guerra anfíbio dinamarquês HNLMS Johan de Witt sendo carregado com veículos e material militar antes de participar das manobras da OTAN Trident Juncture 2018
Navio de guerra anfíbio dinamarquês HNLMS Johan de Witt sendo carregado © AFP 2018 / Robin van Lonkhuijsen / ANP

"As atividades militares da OTAN perto de nossas fronteiras atingiram um nível sem precedentes desde a época da Guerra Fria. A política da Aliança visa aumentar sua presença militar avançada no flanco oriental", declarou Shoigu.

Devido às atividades crescentes da Aliança perto de suas fronteiras, Moscou declarou por múltiplas vezes que não representa uma ameaça a ninguém, mas não deixará sem atenção as ações potencialmente perigosas para seus interesses.

Neste dia 25 de outubro, na Noruega e nas áreas circundantes do Atlântico Norte e no mar Báltico começarão as grandes manobras da OTAN Trident Juncture 2018, umas das maiores das últimas décadas.

Os exercícios contarão com a participação de cerca de 50.000 militares, cerca de 150 aviões, 65 navios e mais de 10.000 veículos. Alguns analistas acreditam que o principal objetivo das manobras seja enviar um sinal à Rússia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas