Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Encontrados novos objetos na área de buscas do submarino desaparecido ARA San Juan

Dois novos objetos foram encontrados na área de buscas do submarino da Marinha da Argentina ARA San Juan, desaparecido em 2017, comunicaram militares argentinos.


Sputnik

"Foi recebida informação sobre a descoberta do novo ponto de interesse sob o número 20[…] Será examinada na primeira oportunidade", indica o comunicado da Marinha argentina, acrescentando que o objeto sob o número 19, encontrado antes, também será estudado.


Submarino argentino ARA San Juan
Submarino argentino ARA San Juan © AP Photo / Marinha da Argentina

Segundo o jornal Clarin, ambos os objetos têm a categoria "alta probabilidade de coincidência".

Em agosto, as autoridades argentinas anunciaram a contratação da empresa norte-americana de exploração marítima Ocean Infinity para buscar o submarino desaparecido. A empresa arrecadará o pagamento apenas no caso de encontrar a embarcação.

Anteriormente, a Ocean Infinity participou nas buscas do avião malaio que fazia o voo MH370, desaparecido em 2014. No fim de maio, a companhia anunciou o fim da operação de busca.

De acordo com o jornal Clarin, até hoje foram examinados 18 objetos, encontrados pela empresa americana. A maioria deles correspondia a formações rochosas, além de uma embarcação e redes de pesca. A pesquisa se realiza com ajuda de um aparelho submarino de observação.

O submersível argentino ARA San Juan, com 44 tripulantes a bordo, parou de emitir sinais de comunicação em 15 de novembro de 2017, durante uma patrulha de rotina no Atlântico Sul, perto da costa da Argentina.

Na sequência do desaparecimento, foi lançada uma grande operação internacional de busca e resgate envolvendo embarcações e equipamentos de diferentes países. Em 30 de novembro, a Marinha da Argentina anunciou o encerramento das suas atividades de resgate, mas destacou que os trabalhos para localizar o submarino iriam continuar.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas