Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Especialista desmente 'provocações' americanas sobre mísseis russos Avangard

O especialista militar russo Igor Korotchenko chamou de "desinformação" a afirmação de que a Rússia alegadamente não pode encontrar um fornecedor de fibra de carbono para produzir a fuselagem do sistema de mísseis hipersônicos Avangard.


Sputnik

De acordo com o canal de TV CNBC, o problema consiste no fato da Rússia não ser capaz de encontrar uma produtora de importantíssimos componentes de fibra de carbono para a fabricação da fuselagem do Avangard.


Lançamento do novíssimo míssil russo Avangard
Míssil russo Avangard © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

A fuselagem do Avangard produzido de fibra de carbono usado agora alegadamente não aguenta o aquecimento durante a reentrada na atmosfera, o que provoca a falha dos sistemas internos.

"É uma desinformação organizada propositadamente no âmbito das operações informacionais do Pentágono. Não é a primeira ou última provocação, quando eles [os norte-americanos] põem em causa a eficácia das tecnologias russas na esfera das novas armas estratégicas", comentou à Sputnik Igor Korotchenko.

Para ele, a Rússia não deve se defender ou apresentar, como propõe o representante do Pentágono, "provas reais" de que o programa Avangard está se realizando com sucesso.

O especialista opina que as tecnologias de produção de fibras de carbono para os avançados produtos russos já foram elaboradas, não há problemas nenhuns com seu fornecimento.

"Existe o sistema Avangard em série que, de acordo com o plano e no âmbito do programa estatal de armamentos e da encomenda estatal, está entrando em serviço. Todos os objetivos indicados para a produção em série desses sistemas serão cumpridos no seu volume total", acrescentou Igor Korotchenko.

Em seu discurso na Assembleia Federal da Rússia em 1º de março de 2018, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a Rússia desenvolveu o sistema de mísseis Avangard, capaz de voar nas camadas densas da atmosfera com alcance intercontinental a uma velocidade hipersônica, 20 vezes mais rápida do que a velocidade do som.

O representante do Ministério da Defesa da Rússia afirmou que o Ministério assinou o contrato para produção em série do primeiro lote dos Avangard.

Segundo avalia o especialista militar russo Igor Korotchenko, "a caraterística distintiva do sistema de mísseis Avangard é sua capacidade de portar ogivas planadoras, isso significa que a ogiva não atinge um alvo pela trajetória balística clássica, que pode ser calculada e se torna previsível para os sistemas de intercepção de mísseis, mas por uma imprevisível".

O sistema Avangard é uma arma confiável e eficaz que permite "destruir" todos os esforços dos EUA para criação de um sistema estratégico de defesa antimísseis, concluiu o especialista.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas