Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

EUA e Japão iniciam exercício militar conjunto para testar prontidão de combate

As Forças Armadas dos EUA e do Japão começaram um grande exercício militar para testar e melhorar a capacidade de trabalho em conjunto e a prontidão de combate, informou o Serviço de Notícias Navais (NNS, na sigla em inglês) em comunicado à imprensa.


Sputnik

"Unidades do Exército dos EUA e as Forças de Autodefesa do Japão iniciaram o exercício Keen Sword [Espada Afiada, em português] em instalações militares por todo o Japão e em águas nas proximidades em 29 de outubro", disse o comunicado na segunda-feira (29).

Navio de assalto anfíbio USS Wasp da Marinha dos EUA
CC BY 2.0 / Official U.S. Navy Page / USS Wasp departs Naval Station Norfolk

Segundo o comunicado, o exercício bienal foi criado para aumentar a prontidão de combate e a interoperabilidade das forças norte-americanas e japonesas.

Os treinamentos proporcionarão aos dois países a oportunidade de praticar as principais operações aéreas, marítimas e anfíbias essenciais para a segurança regional.

Aproximadamente 10 mil militares em conjunto participarão dos exercícios.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas