Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

EUA entregam helicópteros com falha na detecção de alvos para Coreia do Sul

Os radares de controle de tiro, integrados aos helicópteros Apache, não foram capazes de detectar alvos inimigos devido a falhas no software, além da falta de detecção naval, diz a mídia.


Sputnik

A Coreia do Sul comprou 36 helicópteros norte-americanos, Apache AH-64E, dentre eles, seis foram equipados com o radar de controle de tiro da fabricante Lockheed Martin.


Helicópteros AH-64 Apache nos exercícios militares Trident Juncture 2015, da OTAN
AH-64 Apache © REUTERS / Paul Hanna

Entretanto, durante uma operação simuladora de ataque aéreo, o radar falhou e não detectou o número de alvos inimigos, segundo o site Defense News, não reconhecendo quatro alvos designados de 101 alvos.

Em testes separados em áreas montanhosas, o radar reconheceu erroneamente 18 alvos que estavam a 6 km de nove alvos, e 18 alvos que estavam a 3 km de cinco alvos.

Além disso, apresentou falhas durante a execução de testes sobre a água, onde foi incapaz de reconhecer qualquer alvo.

Segundo o membro do Comitê de Defesa da Assembleia Nacional sul-coreana, Lee Jong-myung, "o propósito principal de adquirir os helicópteros de ataque Apache foi para ajudar a detectar e a combater uma possível infiltração da Coreia do Norte com barcos de alta velocidade ou aerobarcos pela costa ocidental da península".

"Sem uma capacidade operacional adequada do radar, não dá para ser completamente operacional em missões", informou o legislador sul-coreano ao DefenseNews.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas