Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Exército brasileiro promove operação para combater o comércio ilegal de armas e munições

O Exército Brasileiro, por meio do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC), inicia, em 16 de outubro de 2018, a operação “Alta Pressão VII”, que visa intensificar as medidas de fiscalização no comércio de armas de fogo e munições. A ação acontece em todo território nacional, envolvendo as doze Regiões Militares (RM).


DefesaNet

A operação, bem como as demais voltadas para a fiscalização de Produtos Controlados pelo Exército, tem causado um impacto direto na segurança pública. De acordo com o Centro de Operações de Produtos Controlados, responsável pelo monitoramento, 24 horas, sete dias por semana, da rede de fiscalização, em todo o País, essas ações têm alcançado relevantes resultados nacionais.


Todo o trabalho faz parte do projeto da nova governança do sistema implantado em 2015. A iniciativa tem provocado verdadeira transformação, com mudanças significativas em seus pilares, resultando em um sistema transformado, moderno e eficaz, que utiliza como modelo motivador o seu novo lema: “SisFPC: Você pode confiar!”.

Histórico:

Esta é a segunda operação do mesmo gênero este ano. Na primeira, “Operação Alta Pressão VI”, ocorrida de 19 a 22 de junho, o trabalho conjunto com o apoio das polícias federal e rodoviária federal, das polícias civil e militar, do corpo de bombeiros militar dos estados e das agências fazendárias dos níveis federal, estadual e municipal, resultou em 154 autuações e uma interdição, sendo apreendidas 158 armas de fogo, 30.195 munições, 105 airsoft (armas de pressão), 30 lunetas e 41 Kg de pólvora.

Foram empregados 774 militares do Exército e 367 integrantes dos Órgãos de Ordem e Segurança Pública e agências governamentais que, no total, percorreram a distância de mais de 100 mil quilômetros, fiscalizando 906 estabelecimentos comerciais.

Ambiente Interagências e Segurança Pública:

O Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados, coordenado pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC), realiza operações de fiscalização de forma interagências, complementando o Poder de Polícia Administrativa do Exército, nessas situações operacionais, com o Poder de Polícia Judiciária dos Órgãos de Ordem e Segurança Pública.

Dessa forma, é possível atuar com maior eficácia contra os ilícitos encontrados, produzindo resultados mais expressivos e duradouros na promoção da segurança e do bem-estar da sociedade brasileira, pelo Exército Brasileiro, que nunca para.

Fonte: Verde Oliva

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas