Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Imprensa: сoalizão internacional evacua terroristas do Daesh de Deir ez-Zor

A coalizão internacional liderada pelos EUA evacuou os terroristas do Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países) da província síria de Deir ez-Zor, situada no nordeste da Síria, comunicou no domingo (7) a agência estatal síria SANA, citando moradores locais.


Sputnik

"No sábado [6] helicópteros da coalizão liderada pelos EUA pousaram perto da cidade de Al-Shafeh, uma bolsa no sudeste da província de Deir ez-Zor onde terroristas se encontram posicionados, e retiraram vários combatentes do Daesh de diferentes nacionalidades", informou a agência.

Edifícios destruidos em Deir ez-Zor
Deir ez-Zor, Síria © REUTERS / Khalil Ashawi

Em 22 de setembro a SANA informou que helicópteros da coalizão internacional evacuaram os líderes do Daesh do sudeste de Deir ez-Zor e voaram em direção desconhecida. De acordo com a nota da Operação Inherent Resolve (OIR), a coalizão não realizou quaisquer operações de evacuação de terroristas do Daesh.

Os EUA e aliados realizam, desde 2014, ataques aéreos no Iraque e na Síria contra o Daesh. As operações na Síria são realizadas sem a autorização do governo do país. A Rússia deu início à missão antiterrorista na Síria em setembro de 2015 para dar suporte ao governo de seu aliado, o presidente Bashar Assad, e ajudou o governo sírio a retomar boa parte dos territórios que estavam sob comando de rebeldes.

Comentários

Postagens mais visitadas