Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Jovem achado morto perto de cachoeira na Chapada dos Veadeiros era médico do Exército

Jovem de 28 anos foi morto a tiros e identificado como Gabriel Costa Silva. Polícia trabalha com a hipótese de execução.


Por Vitor Santana | G1 GO

O jovem achado morto a tiros perto de uma cachoeira na Chapada dos Veadeiros foi identificado como Gabriel Costa Lima, de 28 anos. Ele era médico e trabalhava na Escola de Saúde do Exército. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de execução.

Médico Gabriel Costa Lima foi encontrado morto próximo a cachoeira, em Alto Paraíso de Goiás — Foto: Reprodução/Facebook
Médico Gabriel Costa Lima foi encontrado morto próximo a cachoeira, em Alto Paraíso de Goiás — Foto: Reprodução/Facebook

Gabriel Costa foi encontrado morto na madrugada de sábado (13) em uma estrada vicinal que fica dentro de uma fazenda, onde ocorreu, na noite anterior, uma festa, em Alto Paraíso de Goiás.

A identificação dele foi feita por meio de digital e também de um documento expedido no Tocantins encontrado junto à vítima. O corpo foi liberado do Instituto Médico Legal. De acordo com a assessoria de imprensa do Exército, o jovem era tenente e atuava como médico-residente na Escola de Saúde, que fica no Rio de Janeiro.

Gabriel foi atingido nas costas, costela, nuca e bochecha, provavelmente efetuados por uma arma calibre 32. O delegado plantonista Yasser Yassine afirma que os locais dos disparos sugerem a prática de uma execução.

"A suspeita é de execução pelo modus operandi do crime. Esses tiros na nuca e na bochecha nos leva a crer isso. Se fosse um assalto, não teria necessidade desses disparos. Porém, não descartamos outras hipóteses", disse o delegado ao G1.

A perícia já foi realizada, mas o delegado que não pode adiantar mais informações sobre o procedimento para não atrapalhar as investigações.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas