Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Marinha do Brasil realiza a maior Operação de Guerra Naval da região Amazônica

O Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN) realizou, no período de 8 a 19 de outubro, a Operação RIBEIREX 2018, a maior Operação de Guerra Naval da região Amazônica, que contou com a participação de meios do Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN).


Poder Naval

Neste ano, o Com9ºDN foi o responsável pelo planejamento e execução da operação, cujo propósito foi adestrar o trinômio composto pelos meios Navais, Aeronavais e de Fuzileiros Navais na execução de uma Operação Ribeirinha, empregando mais de 600 militares na área fluvial compreendida entre as cidades de Itacoatiara e Parintins, no estado do Amazonas. Foram executados exercícios de trânsito sob ameaça de superfície, proteção contra ameaças assimétricas, esclarecimentos aéreo e de superfície, controle de área fluvial, culminando com o Desembarque Ribeirinho.


Ao final, foram realizadas ações cívico-sociais, com atendimentos médicos, odontológicos, exames laboratoriais, de raio-x e procedimentos de enfermagem.

O Comandante da Flotilha do Amazonas foi designado como Comandante da Força-Tarefa Ribeirinha (ComForTaRib), composta pelos Navios Patrulha Fluvial (NpaFlu) “Raposo Tavares”, “Roraima”, “Rondônia”, o Navio Patrulha “Pampeiro” (4ºDN), o Navio de Assistência Hospitalar “Soares de Meirelles” e o Navio-Auxiliar “Pará” (4ºDN); duas aeronaves do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral e dois Destacamentos de Fuzileiros Navais, sendo um do 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas e outro do 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas (4ºDN).

FONTE: Marinha do Brasil

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas