Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Militares brasileiros embarcam nos navios das Marinhas da África do Sul, da Índia e do Uruguai

No período de 31 de agosto a 12 de outubro, um Grupo-Tarefa da Marinha do Brasil participou das operações “ATLASUR XI” e “IBSAMAR VI”. Nos dois exercícios, realizados na costa oeste da África do Sul, oficiais e praças da Marinha do Brasil tiveram oportunidade de embarcar em meios navais das Marinhas da África do Sul, da Índia e do Uruguai.


Poder Naval

O propósito dos embarques foi proporcionar o intercâmbio de conhecimentos e de melhores práticas entre os meios participantes das operações, de forma a permitir o incremento da interoperabilidade e a compreensão mútua entre os meios navais que participaram da operação.

Light-Line simultâneo entre a Corveta “Barroso”, Destroyer “Kolkata” e Fragata “Tarkashi”. Ao fundo, a Fragata “Amatola”
Light-Line simultâneo entre a Corveta “Barroso”, Destroyer “Kolkata” e Fragata “Tarkashi”. Ao fundo, a Fragata “Amatola”

Durante as operações, quatro oficias e uma praça da Marinha do Brasil embarcaram nos seguintes meios navais: Destroyer “Kolkata” e Fragata “Tarkash”, da Marinha da Índia; Submarino “Mantathisi” e Fragata “Amatola”, da Marinha da África do Sul; e Navio de Apoio Logístico “General Artigas”, da Armada do Uruguai. Além de acompanhar a execução das operações e ações de guerra naval, realizadas em cumprimento aos diversos exercícios programados, eles também observaram a condução administrativa de cada unidade.

Ao final das operações, os militares da Marinha do Brasil retornaram à Corveta “Barroso”, Navio Capitânia do Grupo Tarefa Brasileiro, para o regresso ao Brasil. A chegada da Corveta “Barroso” à Base Naval do Rio de Janeiro está prevista para a manhã do dia 28 de novembro deste ano.

FONTE: Marinha do Brasil

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas