Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

'Nos sentimos mais seguros', declara chanceler sírio sobre entrega de S-300 russos

O ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem, declarou à Sputnik que a Síria se sente mais segura após a Rússia ter fornecido sistemas de mísseis antiaéreos.


Sputnik

"Em relação à segurança que agora percebemos com a presença do S-300, sim, nos sentimos mais seguros, e é nosso direito estar mais protegidos contra ataques israelenses e de outros", declarou o chefe da diplomacia síria.


Sistema de mísseis S-300
S-300 Favorit © Sputnik / Igor Zarembo

Anteriormente, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, comunicou que quatro sistemas S-300 seriam instalados na Síria e que os militares do país árabe iniciariam um curso de capacitação de três meses para manipulá-los.

A decisão sobre as entregas foi tomada no início de outubro quando Shoigu anunciou que Moscou havia finalizado a entrega de 49 componentes dos sistemas de defesa antiaérea S-300 à Síria.

Tal medida foi tomada após a derrubada acidental do avião russo pela defesa antiaérea síria. A aeronave russa teria sido usada como escudo pela Força Aérea de Israel e provocou a morte de 15 militares que estavam a bordo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas