Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Os mísseis russos que se tornaram alvo de disputa entre EUA e Turquia

A Turquia, dona do segundo maior Exército entre os 29 países que compõem a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), está prestes a adquirir mísseis antiaéreos S-400.
BBC News Brasil

Os S-400 são os mísseis "terra-ar" mais avançados do mundo e se tornaram motivo de uma disputa entre Turquia e Estados Unidos que pode ameaçar a aliança militar das potências ocidentais.

Isso porque os S-400 são fabricados na Rússia, o principal rival da organização fundada em 1949 justamente para se opor à então União Soviética.

A insistência da Turquia em adquirir os mísseis russos irritou os Estados Unidos, que encaram a decisão como uma potencial ameaça para seus aviões de combate F-35, também em vias de serem comprados pelos turcos.
Troca de farpas

"Não ficaremos de braços cruzados enquanto os aliados da Otan compram armas dos nossos adversários", advertiu o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante um encontro organizado há poucos dias em Washington para celebrar o aniversár…

Novo porta-aviões da Marinha russa terá convés mais largo

O novo porta-aviões russo poderia ter um convés alargado, o que permite aumentar o potencial de combate e o número de aeronaves a bordo do navio.


Sputnik

Segundo comunicou o chefe do Departamento de Projetos do Centro de Pesquisas Krylov, Aleksei Litsis, ao canal Zvezda, o novo porta-aviões russo pode vir a ter um convés comparável em largura aos análogos norte-americanos da classe Nimitz.

Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov (foto de arquivo)
Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov © Sputnik / Sergei Eschenko

"Desenvolvemos um projeto de um porta-aviões com a parte subaquática melhorada que permitirá aumentar a largura da plataforma de decolagem. Por exemplo, o porta-aviões Nimitz tem uma largura de 78 metros. Conseguimos atingir o mesmo tamanho", afirmou.

Segundo o especialista, o comprimento do convés será de 300 metros, enquanto o deslocamento do novo navio será de 44 mil toneladas. Um modelo do futuro porta-aviões foi apresentado no Fórum Militar ARMY 2018.

"Este projeto foi desenvolvido para exportação e possivelmente utilizará combustível orgânico não nuclear, o que reduziria significativamente os custos de estacionamento do navio", acrescentou Litsis.

Atualmente, a Marinha russa tem apenas um porta-aviões, o Admiral Kuznetsov. O comprimento total do navio é de 304,5 metros, a largura máxima do seu convés atinge 67 metros, com um deslocamento de 59.100 toneladas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas