Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

De classe média e com alto nível de educação: o perfil dos terroristas do Sri Lanka

Polícia cingalesa identifica oito dos nove terroristas suicidas que cometeram os atentados de domingo
Macarena Vidal Liy | El País
Alto nível de educação, família de classe média ou média alta, com recursos econômicos próprios. Esse é o perfil dos nove terroristas suicidas que, segundo a polícia do Sri Lanka, lançaram os atentados de domingo em três hotéis de luxo e três igrejas, deixando pelo menos 359 mortos e mais de 500 feridos.

Pouco a pouco vão sendo conhecidos mais detalhe sobre como ocorreu o ataque terrorista mais sangrento da história do Sudeste Asiático. Para a polícia, já está comprovado o envolvimento de nove terroristas suicidas, entre eles uma mulher. As autoridades divulgaram os vídeos das câmeras de circuito fechado na paróquia de São Sebastião, em Negombo, nos arredores de Colombo, nos quais se vê o homem apontado como culpado pela explosão que matou, nessa igreja, pelo menos 110 pessoas. O vídeo mostra um jovem magro, de barba, carregando uma mochila grande e aparentem…

Objetivo de ciberataque da Rússia contra Opaq é minar democracia, acusa Otan

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, acusou nesta segunda-feira a Rússia de ter lançado ataques cibernéticos contra a Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) como parte de uma série de tentativas de atentar contra a democracia no Ocidente.


EFE

Zagreb - "O exemplo da semana passada é sério, já que faz parte de um padrão. Já vimos antes ataques similares dos russos. A Rússia tem táticas híbridas, incluindo as cibernéticas, para se intrometer nos processos democráticos em uma série de países, entre eles membros da Otan, e para atacar a instituições internacionais", disse o secretário-geral da Otan, após conversar em Zagreb com o primeiro-ministro da Croácia, Andrej Plenkovic, de acordo com a agência de notícias croata "Hina".

EFE/ Koca Sulejmanovic
Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg | EFE/ Koca Sulejmanovic

Stoltenberg ressaltou que em resposta a essas atividades, a Otan intensificou os trabalhos de inteligência e investiu mais em sua capacidade cibernética, como parte da maior adaptação da Aliança desde a Segunda Guerra Mundial.

Ele disse estar satisfeito com a participação da Croácia nessa adaptação e com o fato de o país, assim como outros Estados-membros, ter se comprometido a destinar 2% do seu PIB à Defesa. O secretário-geral da Otan chegou hoje a Zagreb depois de visitar Belgrado. Amanhã ele irá à Eslovênia.

Nos últimos dias, vários países Ocidentais acusaram a Rússia e sua agência de inteligência militar, GRU, de ataques cibernéticos. Na quinta-feira passada, o governo holandês informou que em abril expulsou quatro agentes do GRU que preparavam um ataque cibernético contra a rede de internet da Opaq, cuja sede fica em Haia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas