Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Papa diz que semear ódio é o caminho para Terceira Guerra Mundial

O papa Francisco afirmou nesta terça-feira que "semear ódio, violência e divisões é um caminho de destruição" e de preparo para a Terceira Guerra Mundial.


EFE

Roma - "Hoje existe a Terceira Guerra Mundial em pedaços. Olhem para os locais dos conflitos: falta de humanidade, agressão, ódio entre culturas e tribos, também uma deformação da religião, este é o caminho do suicídio, semear ódio. É um preparar a Terceira Guerra Mundial que está em andamento aos pedaços e acredito não exagerar nisto. Diga isto aos jovens!", disse o papa.


EFE/Vaticano
EFE/Vaticano

O pontífice participou do encontro realizado em Roma para a apresentação do livro "Francisco - A sabedoria do tempo", um projeto editorial do padre Antonio Spadaro, diretor da revista dos jesuítas "La Civiltà Cattolica".

O livro reúne lições de vida de mulheres e homens de diversas partes do mundo, entre eles do diretor de cinema Martin Scorsese, que esteve no evento de hoje. Scorsese, cujo filme mais recente, "Silêncio", fala sobre um missionário jesuíta no Japão, contou a história de um bairro de Nova York onde existe muita pobreza e perguntou como a humanidade pode reagir à crueldade.

Francisco disse que para evitar que o mundo experimente a crueldade é importante ensinar que os jovens devem ter empatia e mostrar a eles que a maldade "é o caminho errado".

Durante a apresentação, o pontífice se referiu em várias ocasiões ao ódio e à violência e alertou para o crescimento do populismo.

"É importante que os jovens saibam como nasce o populismo. Penso em Hitler no século passado, que havia prometido o desenvolvimento da Alemanha. Sabemos como começam os populismos: semeando o ódio. Não se pode viver semeando ódio", disse ele.

Comentários

Postagens mais visitadas