Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Pentágono promete criar armas hipersônicas antes do previsto

Durante uma reunião com um grupo de jornalistas, o subsecretário de Defesa dos EUA Patrick Shanahan informou que os Estados Unidos estão ativamente empenhados no desenvolvimento de armas hipersônicas, que entrarão em serviço mais cedo do que o esperado.


Sputnik

"Vamos começar a voar [lançar mísseis] antes e com mais frequência do que as pessoas esperavam de nós", disse Shanahan a repórteres.


Sede do Pentágono em Washington, EUA
Pentágono © AFP 2018 / STAFF

Ele ainda acrescentou que a abordagem americana para o desenvolvimento de armas hipersônicas será incluída nos futuros orçamentos de defesa.

Atualmente, a Secretaria de Defesa dos EUA está calculando o montante necessário para a realização do projeto.

Segundo havia avisado em setembro o subsecretário de Defesa dos EUA, Michael Griffin, o Pentágono não precisaria de mais de US$ 20 bilhões (R$ 78 bilhões) para desenvolver o referido armamento, semelhante ao que está sendo desenvolvido na China.

O presidente russo, Vladimir Putin, apresentou há alguns meses, em um discurso na Assembleia Federal, algumas das novíssimas armas russas, sem análogos no mundo, tais como o sistema de mísseis Sarmat, drones submarinos, mísseis de cruzeiro, mísseis aéreos hipersônicos Dagger, armas a laser e hipersônicas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas