Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Chefe da ONU diz que é essencial evitar escalada de tensões no Irã

O chefe da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou neste domingo que é essencial evitar “qualquer forma de escalada” das tensões no Golfo, em meio a temores de um conflito após a derrubada de um drone norte-americano pelo Irã na semana passada.
Por Catarina Demony | Reuters

LISBOA (Reuters) - “O mundo não pode permitir um grande confronto no Golfo”, disse Guterres, nos bastidores da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa . “Todos devem manter nervos de aço.”

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância dos EUA, em um incidente que o governo norte-americano disse que aconteceu no espaço aéreo internacional.

Trump disse mais tarde que ordenou o cancelamento de um ataque militar em retaliação pela ação que poderia ter resultado em 150 mortes.

Teerã repetiu no sábado que o drone foi abatido sobre seu território e disse que responderia com firmeza a qualquer ameaça dos EUA.

Os comentários de Guterres vêm um dia depois…

Pentágono suspende operações de todos caças F-35 após acidente

O Pentágono suspendeu temporariamente as operações do F-35 após seu primeiro acidente.


Sputnik

As operações foram suspensas para realizar inspeções nos sistemas de combustível da aeronave, já que há a suspeita de que o problema tenha ocorrido justamente nos tanques instalados. Com esta suspensão, os tanques serão removidos e substituídos, segundo o portal Military Times.


Caça F-35 sendo reabastecido na Base Aérea de Eglin, na Flórida
Lockheed Martin F-35 Lightning II | Samuel King Jr./ for U.S. Air Force

"Está previsto que a verificação dos sistemas seja concluída dentro de 24 ou 48 horas", afirma o Pentágono.

A decisão foi tomada após o acidente que envolveu um F-35B do Corpo de Fuzileiros dos EUA no dia 28 de setembro nas proximidades de Beaufort, na Carolina do Sul. Foi ressaltado que o piloto se ejetou em segurança.

Mais de 320 caças F-35 estão operando em aproximadamente 15 bases em todo o mundo. Além disso, o caça já se tornou no mais caro da história da produção de armamentos militares.

Para um caça com tanta tecnologia e de elevado custo, ele vem ganhando fama perante a mídia devido aos seus problemas técnicos e missões inúteis, as quais servem apenas para gastar dinheiro dos contribuintes, além de ser um projeto vulnerável a ataques, precisando de apoio para enfrentar o inimigo, conforme opinião da mídia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas