Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Reino Unido pretende 'dar resposta' ao tanque russo Armata, diz mídia

O Reino Unido apresentou o protótipo do novo tanque Black Night (Noite Negra), desenvolvido com base no Challenger 2, resposta potencial ao poderoso tanque russo Armata, escreve a revista alemã Focus.


Sputnik

A edição descreve o blindado russo como "o carro de combate mais avançado do mundo", sublinhando que seu surgimento fez com que países ocidentais começassem a modernizar equipamento. Em particular, o Reino Unido planeja modernizar cerca de 400 tanques Challenger 2 que começaram a ser produzidos ainda em 1994.


Resultado de imagem para bae black night
O veículo de combate terrestre não tripulado Black Knight demonstra tecnologias robóticas avançadas


A empresa militar britânica BAE Systems apresentou no início de outubro o protótipo da possível versão modernizada do tanque Challenger 2, lembra o artigo. Os desenvolvedores planejam aprimorar capacidades de combate do tanque por meio de um sistema de visão noturna e de um novo sistema de defesa, que poderá detectar e liquidar mísseis antitanque.

Ao mesmo tempo, destaca a Focus, a produtora ainda não pretende criar novas armas para o tanque, embora seus armamentos principais sejam considerados obsoletos e incapazes de perfurar a blindagem frontal do Armata.

Em 2016, o consórcio Rheinmetall apresentou, no âmbito da exposição Eurosatory, um canhão de maior potência, de 130 milímetros. Porém, alguns temem que a arma, com um comprimento superior a seis metros, simplesmente não caiba na torre do Challenger 2.

Resumindo, a edição alemã chega à conclusão que países ocidentais precisam de tempo para criar um análogo adequado ao Armata russo.

O T-14 Armata é o único tanque no mundo de 3ª geração pós-guerra. O blindado é equipado com um canhão de 125 milímetros com controle remoto (e ainda pode ser equipado com um canhão de 152 mm).

O veículo tem uma cápsula isolada por dentro para os tripulantes, que os protege mesmo que a torre seja atingida e as armas peguem fogo. O T-14 é capaz de enfrentar um ataque direto da maioria de projéteis e mísseis modernos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas