Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

Revelada versão principal da causa do acidente mortal com caça ucraniano Su-27

A versão principal da causa do acidente com o caça ucraniano Su-27, ocorrido na terça-feira (16) na região ucraniana de Vinnitsa, foi a violação de regras de voo ou de preparação prévia ao voo, comunicou ao portal Obozrevatel o porta-voz da Procuradoria Militar da Ucrânia, Andrei Kiselev.


Sputnik

Ele destacou que outras versões ainda não foram excluídas pela comissão de investigação do acidente.


Su-27
Sukhoi Su-27 Flanker © Foto: Sukhoi Company

"Também são possíveis outras [versões], mas isso só se tornará certo depois de nós termos conclusões da comissão de especialistas do Ministério da Defesa e do laboratório de aviação, que estão trabalhando no lugar do acidente", explicou Kiselev.

Segundo contou o porta-voz ao portal ucraniano Obozrevatel, os especialistas estão examinando a documentação de voo e outros documentos ligados ao avião Su-27 que caiu na Ucrânia.

A tragédia ocorreu na terça-feira (16) no povoado de Ulanov, na região de Vinnitsa, quando o avião realizava um combate simulado durante os exercícios internacionais Clear Sky 2018.

De acordo com as últimas informações fornecidas pelo Ministério da Defesa da Ucrânia, dois militares de cidadania ucraniana e norte-americana morreram no acidente.

Segundo as fontes da mídia ucraniana, os pilotos não comunicaram quaisquer falhas ou outros perigos. A versão sobre dificuldades de comunicação entre os pilotos foi excluída, visto que o militar ucraniano sabia falar inglês. As Forças Armadas da Ucrânia declararam que o Su-27 não tinha avarias.

Os eventos planejados para 18 e 19 de outubro no âmbito dos exercícios foram cancelados.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas