Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Revelado alcance dos sistemas S-300 que Rússia forneceu à Síria

Os sistemas de defesa antiaérea entregues pela Rússia à Síria possuem um alcance de até 250 quilômetros, declarou o diretor do Centro de Análise do Comércio Mundial de Armas da Rússia, Igor Korotchenko, à imprensa.


Sputnik

O especialista sublinhou que os sistemas S-300 e S-400 são capazes de destruir tanto aeronaves de guerra eletrônica como aviões com sistema AWACS (Sistema Aéreo de Alerta e Controle).


S-300 durante um ensaio de treinamento
S-300 Favorit © Sputnik / Aleksei Danichev

"O alcance da versão que foi fornecida a Bashar Assad é de até 250 quilômetros", disse Korotchenko.

Em geral, o alcance das diferentes modificações dos sistemas S-300 varia entre 200 e 300 quilômetros.

"Quanto à eficiência de combate […], os sistemas S-300 e, em especial, os S-400 superam significativamente os sistemas norte-americanos Patriot", opinou Korotchenko.

O fornecimento destes sistemas russos a outros países tem provocado uma reação hostil por parte dos EUA que, incluindo, não descartaram sanções contra a Índia devido ao contrato de compra de mísseis S-400.

Para Korotchenko, a reação "se deve ao fato de [os EUA] entenderem que estão perdendo não apenas um mercado de bilhões de dólares, mas também a influência geopolítica".

A Rússia entregou à Síria sistemas S-300 como medida de resposta após a tragédia com seu avião Il-20 perto da costa Síria. Moscou responsabilizou pelo acidente Israel, que naquele momento estava lançando ataques contra o território sírio.

No início de outubro, a Defesa russa anunciou que havia finalizado a entrega de 4 sistemas S-300 ao país árabe e que os militares locais seriam ensinados a utilizá-los em três meses.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas