Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Rússia protegerá sua parte ocidental com sistemas Samarkand

O Ministério da Defesa russo posicionará sistemas de guerra eletrônica Samarkand em 13 unidades militares em posições estratégicas, inclusive na região europeia de Kaliningrado.


Sputnik

A entidade russa anunciou um concurso público para sua manutenção, montagem e aperfeiçoamento, indica a documentação publicada no site de licitação.


Resultado de imagem para Samarkand electronic warfare
Sistema de guerra eletrônica Samarkand | Reprodução

O valor inicial do contrato é de 61 milhões de rublos (R$ 3,4 milhões). Todos os sistemas devem ser adotados em serviço até 10 de novembro de 2019.

Segundo dados de fontes públicas, o novo armamento será colocado nas regiões de Murmansk, Kaliningrado, Nizhny Novgorod, Moscou, Krasnodar, Primorye, na região autônoma Judaica e na Bielorrússia.

Os sistemas Samarkand foram adotados em serviço da Frota do Norte em 2017. Além disso, eles são utilizados em todos os navios de superfície — cruzadores e contratorpedeiros. O seu objetivo principal é criação de interferências e supressão das comunicações do inimigo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas