Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Sem precedentes: Ucrânia e Japão estreitam laços no campo militar

A Ucrânia e o Japão realizaram as primeiras conversações sobre questões da segurança, subscrevendo um memorando sobre cooperação na esfera da defesa, comunicou no sábado (13) o Ministério da Defesa ucraniano.


Sputnik

"No Ministério das Relações Exteriores do Japão, em 12 de outubro tiveram lugar as primeiras conversações ucraíno-japonesas sobre as questões da segurança desde a proclamação da independência da Ucrânia", diz o comunicado no site do Ministério da Defesa ucraniano.


Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia
Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia © Sputnik / Maksim Blinov

Comunica-se que a delegação ucraniana foi chefiada pelo subsecretário da Defesa para Assuntos da Integração Europeia, tenente-general Anatoly Petrenko, e a japonesa pelo diretor-geral para Assuntos Internacionais do Escritório da Política de Defesa do Ministério da Defesa, Hideo Suzuki, e pelo vice-diretor do Escritório Europeu da chancelaria, Hideki Uema.

Segundo os dados do Ministério da Defesa, no decorrer das conversações as partes discutiram várias questões da esfera de segurança, trocaram opiniões sobre as ameaças atuais e futuras e os desafios à segurança regional e mundial e definiram os caminhos para o desenvolvimento posterior da cooperação na esfera da segurança e defesa.

"No mesmo dia, no Ministério da Defesa japonês decorreu a cerimônia de assinatura do memorando entre o Ministério da Defesa ucraniano e o Ministério da Defesa japonês sobre cooperação e intercâmbio na esfera da defesa. O memorando é o primeiro documento na história das relações bilaterais que confirma oficialmente as intenções das partes de desenvolver a cooperação na esfera da defesa e indica as direções principais da cooperação", diz o comunicado.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas