Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Senador: Rússia nunca permitirá domínio da OTAN no Ártico

A grande atenção que a Rússia presta aos exercícios dos países da OTAN no Ártico é natural, já que Moscou não tem intenção de permitir o domínio da Aliança na região, declarou o senador russo Frants Klintsevich.


Sputnik

Anteriormente, o comandante dos fuzileiros navais da Marinha holandesa, Jeff Mac Mootry havia declarado que os navios de guerra e aviões russos tentam provocar as forças britânicas e holandesas no decurso das manobras da OTAN no Ártico.

Nova base russa Trifólio Ártico
Base russa Trifólio Ártico © Foto : Ministério da Defesa da Rússia

De acordo com o general, o número de navios de guerra russos tem aumentado significativamente em comparação com as décadas passadas. Para além disso, afirmou, os aviões russos começaram a voar demasiado perto dos navios da OTAN. Ele chamou tais ações de "provocações".

"Sendo uma potência ártica, a Rússia tem os seus interesses estratégicos na região, que ela vai defender com toda a firmeza, rigorosamente de acordo com o direito internacional. Por isso, é bem clara e natural a nossa atenção em relação aos exercícios da Aliança no Ártico. Que ninguém duvide: a Rússia nunca permitirá o domínio da OTAN na região", disse Klintsevich citado pelo seu serviço de imprensa.

Segundo o senador russo, a afirmação do general holandês não está ligada de modo nenhum à garantia de segurança no Ártico. "É mais uma tentativa de demonizar a Rússia. Posso apenas lamentar que até os militares regulares ocidentais tenham começado a dedicar-se à politiquice", acrescentou Frants Klintsevich.

Comentários

Postagens mais visitadas