Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Senador: Rússia nunca permitirá domínio da OTAN no Ártico

A grande atenção que a Rússia presta aos exercícios dos países da OTAN no Ártico é natural, já que Moscou não tem intenção de permitir o domínio da Aliança na região, declarou o senador russo Frants Klintsevich.


Sputnik

Anteriormente, o comandante dos fuzileiros navais da Marinha holandesa, Jeff Mac Mootry havia declarado que os navios de guerra e aviões russos tentam provocar as forças britânicas e holandesas no decurso das manobras da OTAN no Ártico.

Nova base russa Trifólio Ártico
Base russa Trifólio Ártico © Foto : Ministério da Defesa da Rússia

De acordo com o general, o número de navios de guerra russos tem aumentado significativamente em comparação com as décadas passadas. Para além disso, afirmou, os aviões russos começaram a voar demasiado perto dos navios da OTAN. Ele chamou tais ações de "provocações".

"Sendo uma potência ártica, a Rússia tem os seus interesses estratégicos na região, que ela vai defender com toda a firmeza, rigorosamente de acordo com o direito internacional. Por isso, é bem clara e natural a nossa atenção em relação aos exercícios da Aliança no Ártico. Que ninguém duvide: a Rússia nunca permitirá o domínio da OTAN na região", disse Klintsevich citado pelo seu serviço de imprensa.

Segundo o senador russo, a afirmação do general holandês não está ligada de modo nenhum à garantia de segurança no Ártico. "É mais uma tentativa de demonizar a Rússia. Posso apenas lamentar que até os militares regulares ocidentais tenham começado a dedicar-se à politiquice", acrescentou Frants Klintsevich.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas