Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA podem dobrar contingente militar na América do Sul, diz chefe da inteligência russa

Os EUA podem aumentar seu contingente militar na América Central e do Sul de 20 mil para 40 mil homens, disse o vice-almirante Igor Kostyukov, chefe do Departamento Central de Inteligência (GRU, sigla em russo), do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia.
Sputnik

"Embora na América Latina não haja ameaça militar direta para a segurança dos EUA, Washington tem uma presença militar significativa [na região]. O Comando Conjunto das Forças Armadas dos EUA implantou na América Central e do Sul um contingente de 20 mil militares. No período de ameaças este pode aumentar para 40 mil militares", explicou Kostyukov.


De acordo com ele, os EUA podem provocar uma "revolução colorida" na Nicarágua e Cuba.

"As tecnologias de 'revolução colorida' testadas na Venezuela podem vir a ser usadas em breve na Nicarágua e em Cuba", disse ele.

Segundo Kostyukov, os EUA estão tentando estabelecer o controle total sobre a América Latina.

"A Administração dos EUA considera…

Sistemas a laser russos Peresvet seriam capazes de eliminar drones

As armas de combate a laser russas, tais como o sistema Peresvet, são capazes de combater drones de produção industrial e caseira, disse nesta sexta-feira (19) o diretor do Centro da Análise do Comércio Internacional de Armas, Igor Korotchenko, durante uma coletiva no escritório da Sputnik.


Sputnik

"Em condições de ambiente favoráveis, quando não há névoa, tempestade de areia e precipitações, ou seja, em condições ideais, os sistemas de combate a laser são bem eficazes para eliminar drones. É uma de suas áreas de intervenção. Quer dizer, qualquer base, qualquer objetivo que deve se proteger, deverá potencialmente se equipar com armas laser no futuro", disse o diretor do Centro, citando como exemplo o sistema de produção russa Peresvet.


Testes do sistema de combate a laser russo Peresvet
Sistema de combate a laser russo Peresvet © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia

Ao mesmo tempo, ele frisou que, além de restrições climáticas, os sistemas de combate a laser são exigentes quanto às instalações energéticas, por isso pode ser complicado garantir a potência necessária em condições de campo.

O sistema a laser Peresvet foi apresentado pelo presidente russo, Vladimir Putin, em 1º de março de 2018 durante sua mensagem anual à Assembleia Federal, entre vários outros novos armamentos avançados da Rússia, como os mísseis Kinzhal e Avangard.

Inicialmente, a arma não tinha nome, que posteriormente foi escolhido no decorrer de uma votação nacional. Mais tarde, o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que os sistemas já tinham entrado no serviço do exército russo e sido instalados nos locais necessários.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas