Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Todos os alvos interceptados: Marinha russa testa moderna defesa antiaérea no Ártico (VIDEO)

A Marinha da Rússia testou o sistema de defesa antiaérea de lançamento vertical no mar de Barents. O alcance desses mísseis permite-lhes alcançar alvos que se encontram a 150 quilômetros e a altitudes de até 35 km.


Sputnik

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou nesta sexta-feira (26) no seu canal de YouTube um vídeo que mostra como decorreram os lançamentos de mísseis antiaéreos realizados a partir da fragata Admiral Gorshkov, no mar de Barents, no oceano Ártico.


Fragata russa Admiral Gorshkov
Fragata russa Admiral Gorshkov © Sputnik / Alexei Danichev

Os disparos foram levados a cabo no âmbito das manobras navais destinadas a testar o modernizado sistema de defesa antiaérea de lançamento vertical Poliment-Redut, que está instalado na fragata. Os mísseis antiaéreos interceptaram todos os projéteis lançados de um navio da Frota do Norte russa.

A fragata Admiral Gorshkov é o primeiro navio do projeto 22350. Os construtores foram encarregados de criar uma fragata baseada em princípios novos e equipada com as tecnologias mais avançadas, a maioria das quais nunca fora usada antes na Marinha. No total, o Ministério da Defesa russa passará a contar com quatro navios do projeto 22350.

As fragatas da classe Admiral Gorshkov têm um deslocamento de 4.500 toneladas, velocidade máxima de 29 nós, autonomia de 4.000 milhas náuticas a 14 nós, e podem funcionar até 15 dias sem reabastecimento. O navio de guerra tem uma guarnição de 210 elementos e uma variedade de armamento, incluindo um canhão A-192 de 130 mm e a versão naval do sistema de defesa antiaérea Poliment-Redut.


Comentários

Postagens mais visitadas