Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

4 militares da OTAN ficam feridos durante exercícios na Noruega

Quatro soldados suecos ficaram feridos neste sábado (3) na sequência de lesões sofridas nos exercícios Trident Juncture, na Noruega, comunica a imprensa europeia.


Sputnik

Segundo comunica a agência Belga, os ferimentos foram causados por uma colisão entre um tanque e um carro militar, onde seguiam os soldados ficaram lesionados.


Manobras militares Trident Juncture 2018, na Noruega
Militares da OTAN © REUTERS / Sgt Marc-Andre Gaudreault/NATO JFC Brunssum Imagery

Todos os quatro soldados foram logo transportados para hospital, recebendo ajuda de emergência, entretanto dois deles ficaram na instituição para tratamento ulterior. Não foi comunicado o estado concreto dos militares, mas foi afirmado que as suas vidas não estão em perigo.

Os maiores exercícios da OTAN desde a época da Guerra Fria se realizam na Noruega de 25 de outubro até 7 de novembro. Do treinamento do cenário de defesa coletiva em caso de um ataque do inimigo convencional participam 50 mil militares e equipamentos de todos os 29 países aliados, bem como de parceiros da Aliança — Suécia e Finlândia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas