Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Ancara: Participação na OTAN não impede que Turquia tenha bons laços com a Rússia

A adesão da Turquia à OTAN não impedirá o desenvolvimento de um bom relacionamento com a Rússia, disse nesta quinta-feira o presidente da Comissão de Relações Exteriores da Grande Assembléia Nacional da Turquia, Volkan Bozkir.


Sputnik

"A Turquia pode ser membro da OTAN. Nunca estivemos interessados em nossas relações estarem na mesma cesta. A Turquia pode ter excelentes relações com a Rússia e o Irã", disse Bozkir em uma reunião conjunta da Comissão de Assuntos Internacionais do Conselho da Federação Russa e da Comissão de Relações Exteriores da Grande Assembleia Nacional da Turquia em Moscou.


Uma bandeira turca tremula em frente à bandeira da OTAN
© AFP 2018 / BENOIT DOPPAGNE / BELGA

O oficial apontou que Ancara "pode desejar" se tornar um observador na Organização de Cooperação de Xangai (SCO), além de se juntar a potenciais blocos econômicos na Ásia Central, juntamente com a Rússia.

"Nós nunca permitiremos que nenhuma das nossas relações seja a causa ou o resultado de qualquer ação hostil", acrescentou Bozkir.

As relações russo-turcas voltaram a se desenvolver em 2016, depois de uma crise de 2015 causada pela derrubada de um jato russo Su-24 por um caça turco F-16 na Síria. A questão foi resolvida com um pedido oficial de desculpas emitido por Ancara a Moscou.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas