Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Blindado brasileiro Urutu é reanimado e modernizado no Iraque

No Iraque começaram a reintroduzir em serviço os blindados EE-11 Urutu, de acordo com o portal Russkoe Oruzhie. Os veículos de fabricação brasileira surgiram no país pela primeira vez ainda na época do governo de Saddam Hussein.


Sputnik

O país teria comprado mais de 150 blindados brasileiros, envolvendo-os ativamente na guerra contra o seu vizinho Irã, aponta a edição.


Reprodução Twitter

Quando os norte-americanos derrotaram o exército de Hussein, eles começaram a fornecer seus armamentos ao novo governo iraquiano. Por pressão dos norte-americanos, a maior parte do material bélico adquirido anteriormente foi retirado do serviço e concentrado em plataformas de armazenagem gigantes para acumular poeira.

No decorrer dos violentos combates contra os terroristas do Daesh (organização proibida na Rússia e em vários outros países), o exército iraquiano sofreu grandes perdas. Como resultado, hoje em dia os militares se vêm obrigados a recolocar em serviço exemplares do equipamento bélico produzido no Brasil, Rússia, China e Reino Unido.


Reprodução Twitter

Primeiro, ao serviço regressaram os ЕЕ-9 Cascavel de três eixos, armados com um canhão de 90 mm e de duas metralhadoras de 7,62 e 12,7 mm. Hoje em dia, estes blindados são cada vez mais avistados em diversos destacamentos iraquianos.

Agora chegou a vez do EE-11 Urutu, que recebeu seu nome de uma das cobras mais venenosas do Brasil. Este blindado tem tração 6x6 e pesa 14 toneladas, sendo capaz de transportar até 12 soldados de infantaria.


Reprodução Twitter

A potência do motor do blindado é de 260 cv. O EE-11 Urutu pode atingir a velocidade de até 100 km/hora, tendo 850 km de autonomia. Os iraquianos instalaram na torre com os armamentos um aparelho de pontaria mais preciso. O veículo ganhou também novos pneus. No momento, o blindado está passando pelo período de amaciamento.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas