Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Congresso e Pentágono seguem tentando impedir que a Turquia adquira os S-400 russos

Segundo o porta-voz do Pentágono, Eric Pahon, estão sendo discutidas com o Congresso novas possibilidades de fazer com que a Turquia mude de ideia sobre os sistemas S-400 russos.


Sputnik

O porta-voz informou que o Pentágono enviou recentemente um relatório ao Congresso sobre as relações com a Turquia, além disso, afirma que os EUA teriam mencionado aos turcos "as graves consequências" que a compra dos sistemas russos poderia ocasionar para a relação entre os dois países.


Os sistemas de mísseis S-400
S-400 Triumph © Sputnik / Anton Denisov

"Atualmente, estão sendo realizadas conversas diplomáticas com Ancara para buscar possíveis alternativas que substituam os S-400, continuamos trabalhando com a Turquia, continuamos trabalhando com o Congresso para encontrar alternativas", declarou Pahon.

Os sistemas russos vêm sendo um grande problema para os americanos, já que estão conquistando o mercado de armamentos, pois segundo o canal de televisão CNBC, fontes da inteligência americana informaram que pelo menos 13 países estariam interessados em adquirir os sistemas russos S-400, apesar das sanções americanas.

Com isso, os EUA estão tentando de todas as formas impedir que outros países adquiram os S-400, pois além de isso afetar a economia americana, também oferece a oportunidade de outros países se capacitarem contra os americanos.

Vale ressaltar que a Rússia e a Turquia firmaram um acordo para a compra dos S-400, além de manterem cooperação tecnológica no desenvolvimento dos sistemas na Turquia.

O fato é que os sistemas russos possuem um custo significativamente mais baixo que seus análogos americanos, além disso, não possuem contratos de manutenção obrigatórios como é o caso dos sistemas americanos e, por fim, o sistema russo é capaz de neutralizar rapidamente uma ampla gama de alvos, o que o torna um sistema eficaz.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas