Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Defesa russa: militares da Crimeia treinam utilização dos sistemas de mísseis S-400

Os militares das unidades de defesa antiaérea na Crimeia completaram a instrução para operar os sistemas de mísseis S-400. As informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Distrito Militar Sul.


Sputnik

As unidades dos sistemas de defesa antiaérea implantados na Crimeia levaram a cabo com êxito treinamentos a fim de aperfeiçoar o uso dos sistemas de mísseis Tor-M2, Tunguska M1 e S-400, que entraram em serviço em 2018, diz-se no comunicado.


Sistemas de defesa antimíssil S-400 russos na Crimeia
S-400 Triumph na Crimeia © Sputnik / Sergei Malgavko

Em dois meses, os especialistas militares "assimilaram completamente os princípios de exploração e uso destes sistemas", relata o comunicado.

Nos polígonos da Crimeia, os militares treinaram o deslocamento dos complexos, sua colocação em prontidão de combate, verificaram os lançadores de mísseis, efetuaram o rastreamento e detecção de alvos aéreos, reconhecimento de alvos e sua classificação conforme o nível de perigo.

"Depois de concluírem os exercícios de tiro, as unidades de defesa antiaérea irão se deslocar com o novo material bélico, em regime combinado, para as suas bases", destacou.

O sistema de mísseis antiaéreos S-400 (AS-21 Growler, conforme a classificação da OTAN) é capaz de abater aparelhos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos estratégicos e tático-operacionais.

O S-400 possui um alcance de até 400 km, variando conforme os mísseis utilizados. Por suas características, o sistema pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas