Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Empresa chinesa faz peças para F-35? Revelação surge em meio a polêmicas envolvendo Huawei

Em meio à briga contínua entre os EUA e a gigante tecnológica chinesa Huawei, classificada como ameaça à segurança por Washington, verificou-se que uma subsidiária com sede no Reino Unido de uma companhia chinesa fabrica peças para os jatos americanos F-35.
Sputnik

Trata-se da companhia chinesa Exception PCB, com sede no condado britânico de Gloucestershire, que fabrica placas de circuitos que controlam os motores, iluminação, combustível e sistemas de navegação dos caças F-35 – o sistema de armas mais caro já feito.

De acordo com a emissora britânica Sky, citando materiais divulgados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, a empresa que fabrica componentes para os caças da Lockheed Martin foi comprada em 2013 pela companhia chinesa Shenzhen Fastprint, que inclusive já participou da fabricação de caças Eurofighter Typhoon e de helicópteros de ataque Apache.

"A Exception PCB, com sede em Gloucestershire, fabrica placas de circuito impresso que controlam muitas das principais capacid…

Estados Unidos 'desenham' cenário de confronto para Ucrânia, diz senador russo

As provocações da Marinha de Kiev são semelhantes ao comportamento "corajoso" de um "garoto que tem um bandido por trás dele", disse o senador Oleg Morozov à Sputnik na segunda-feira (26) comentando a situação no mar de Azov.


Sputnik

Três navios militares da Ucrânia atravessaram a fronteira nacional da Rússia, entraram nas águas territoriais russas, […] em direção ao estreito de Kerch, afirmou neste domingo (25), a assessoria do Serviço Federal de Segurança russo.


Navio militar norte-americano Donal Cook e a fragata ucraniana Getman Sagaidachny durante os exercícios navais Sea Breeze-2015 em Odessa, Ucrânia, 1 de setembro de 2015 (foto de arquive)
Navios dos EUA e Ucrânia © AFP 2018 / ALEXEY KRAVTSOV

"Tenho a certeza que são os Estados Unidos quem está "desenhando" o cenário de confronto para a Ucrânia", disse o senador Oleg Morozov, membro do Comitê da Câmara Alta para Relações Internacionais.

De acordo com Morozov, "quando um garoto pequeno e desajeitado confronta um cara grande no pátio, sempre tem algum bandido por trás dele. […] Caso contrário, como iria ter tanta coragem?", conclui Morozov.

O Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia declarou ontem (25) que os navios militares Berdyansk, Nikopol e Yanu Kapu da Marinha ucraniana violaram a fronteira russa, realizaram manobras perigosas e não reagiram às exigências legais dos navios da Guarda de Fronteiras e da Frota do Mar Negro da Rússia de pararem imediatamente, tendo por isso sido detidos.

O Serviço Federal de Segurança acrescentou que as autoridades ucranianas deveriam pensar melhor nas consequências das decisões que tomam.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas