Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Futuro ministro da Defesa anuncia novos comandantes das Forças Armadas; veja nomes

General Fernando Azevedo e Silva fez anúncio no gabinete de transição. Ilques Barbosa comandará Marinha; Edson Leal, o Exército; e Antonio Carlos Bermudez, a Aeronáutica.


Por Roniara Castilhos Filipe Matoso | TV Globo e G1 — Brasília

O futuro ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, anunciou nesta quarta-feira (21) os nomes dos novos comandantes das Forças Armadas:

General Fernando Azevedo e Silva, futuro ministro da Defesa, e os futuros comandantes das Forças Armadas, durante entrevista coletiva em Brasília — Foto: Roniara Castilhos/TV Globo
General Fernando Azevedo e Silva, futuro ministro da Defesa, e os futuros comandantes das Forças Armadas, durante entrevista coletiva em Brasília — Foto: Roniara Castilhos/TV Globo

  • Marinha: almirante Ilques Barbosa Júnior;
  • Exército: general Edson Leal Pujol;
  • Aeronáutica: tenente-brigadeiro Antonio Carlos Moretti Bermudez.

O anúncio de Azevedo e Silva foi feito no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Brasília, onde funciona o gabinete de transição. Segundo ele, ainda não há data definida para a posse.

Na Marinha, Ilques Barbosa Júnior substituirá Eduardo Bacellar Leal Ferreira; no Exército, Edson Leal Pujol assumirá no lugar de Eduardo Villas Bôas; e na Aeronáutica, Antônio Carlos Bermudez substituirá Nivaldo Luiz Rossato.

Os atuais comandantes das Forças Armadas estão nos cargos desde janeiro de 2015, nomeados pela então presidente Dilma Rousseff.

Além dos novos comandantes de Marinha, Exército e Aeronáutica, o governo de transição também anunciou nesta quarta-feira os nomes de mais dois futuros ministros: Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral) e André Luiz de Almeida (Advocacia-Geral da União).

Ao todo, 12 futuros ministros já foram anunciados (veja a lista completa).

Futuros comandantes

Conheça algumas informações sobre os futuros comandantes das Forças Armadas:

Antonio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica)

De acordo com a Força Aérea Brasileira, o futuro comandante nasceu em Santo Ângelo (RS). Desde 1975 na Aeronáutica, foi promovido ao posto de tenente-brigadeiro em novembro de 2014.

Durante a carreira, ocupou cargos como comandante da Base Aérea de Brasília; chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica; diretor-geral do Departamento de Ensino da Aeronáutica; e adido de Defesa e Aeronáutico nas embaixadas do Brasil na França e na Bélgica. Atualmente, é o comandante-geral de Pessoal da FAB.

Edson Legal Pujol (Exército)

De acordo com o Exército, o general nasceu em Dom Pedrito (RS). Na Força, ocupou os cargos de comandante Militar do Sul; secretário de Economia e Finanças; chefe do Centro de Inteligência do Exército; e instrutor na Academia Militar das Agulhas Negras.

Segundo o Exército, Pujol também já foi secretário-executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, comandou a Força de Paz Minustah, no Haiti, e atuou como observador militar da ONU em El Salvador.

A TV Globo também pediu informações sobre o almirante Ilques Barbosa Júnior.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas