Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Israel realiza ataques em Gaza em resposta a mísseis lançados por militantes palestinos (VIDEO)

A Força Aérea de Israel atacou a Faixa de Gaza nesta segunda-feira (12) em resposta a disparos maciços de mísseis por parte de militantes palestinos. A informação foi divulgada pelo serviço de imprensa do Exército de Israel.


Sputnik

Foram relatados disparos de mísseis da Faixa de Gaza que teriam atingido um ônibus na região de Kfar Aza, ferindo pelo menos 7 pessoas. Posteriormente, fontes palestinas relataram um ataque da artilharia israelense perto de uma posição do Hamas na parte norte da Faixa de Gaza. 


Palestinos fugindo para se protegerem, enquanto a fumaça sobe após um ataque aéreo de Israel a um posto do Hamas, Faixa de Gaza (foto de arquivo)
Palestinos fogem de bombardeio israelense © AFP 2018 / MOHAMMED ABED

O porta-voz do Ministério da Saúde local informou que dois palestinos foram mortos após os ataques aéreos israelenses.

"Dois civis foram mortos, três ficaram feridos em conseqüência de um ataque israelense na parte norte da Faixa de Gaza", disse o porta-voz.

​​Após o incidente, Israel ativou seu sistema de defesa aérea Iron Dome. As Forças de Defesa de Israel declararam que sirenes de alerta foram acionadas na parte sul do país.

De acordo com as Forças de Defesa de Israel, cerca de 200 mísseis foram disparados da Faixa de Gaza, sendo que 60 fora interceptados pelo sistema de defesa israelense.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia publicou uma nota manifestando preocupação com os recentes ataques e pediu que as partes respeitem o cessar-fogo na região. De acordo com Moscou, a escalada da tensão no Oriente Médio pode levar a um aumento em larga escala da confrontação na Faixa de Gaza.

Comentários

Postagens mais visitadas